| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Finally, you can manage your Google Docs, uploads, and email attachments (plus Dropbox and Slack files) in one convenient place. Claim a free account, and in less than 2 minutes, Dokkio (from the makers of PBworks) can automatically organize your content for you.

View
 

Ticiano

Page history last edited by PBworks 13 years ago
                                                               
 
 
 Tiziano
 
 
 
 
 
                                         
                                                                                                       
           
 
 

 

 
Tiziano Vecelli, assim era o seu nome, nasceu a 1490, em Pieve di Cadore.
Aos 9 anos foi para Veneza morar com um tio. Tornou-se aprendiz de Sebastiano Zuccato, mestre de mosaico, e mais tarde, assistente de Giorgione Castelfranco.   
Após a morte do mestre, em 1510, Tiziano encarregou-se de acabar alguns dos quadros dele, entre os quaisA Vênus Adormecida e Concerto Campestre, um facto que mais tarde irá gerar alguma polemica sobre a verdadeira autoria das obras.
Em 1518, sendo “conhecido” pelo seu proprio estilo, ganha fama com a sua obra, de nome, Assunção da Virgem, trazendo algumas encomendas vindas da Europa.
Este pintor foi um dos principais representantes da escola veneziana no Renascimento e antecipou diversas características do Barroco e até do Modernismo (quais?).
Ao contrário de outras pessoas importantes do Renascimento, que excederam o seu talento em vários campos da arte e da ciência, Ticiano, como costumava assinar, por vezes acrescentando à forma latina um p de pintor, este dedicou-se unicamente à pintura, conquistando glória e riqueza, acabando ainda por ter a honra de se sentar à mesa com príncipes, duques, e por fim, foi aclamado por papas e reis.
Tiziano, um dos mais versáteis pintores italianos, era conhecido pelos seus contemporâneos como "o sol entre as estrelas".
Nas suas obras pode-se encontrar muita cor, luz, expressividade e sensualidade.
Tiziano representava, habitualmente, cenas bíblicas, isto é, tudo o que fosse sinónimo de mitologia e religião. Tiziano representava paisagens venezianas, mais tarde começou por fazer retratos, e ainda nus, acabando por escandalizar a igreja. Apesar deste sucedido, acabou por ser admirado pelos Papas, monarcas e nobres a partir de 1530. É, também, a partir de 1530, que Tiziano passa a ser patrocinado pelo imperador Carlos V.
Se este pintor tivesse morrido cedo, talvez, tivesse sido conhecido como um dos influentes artistas do seu tempo, mas com viveu quase um século, ao mudar drasticamente o seu modo de pintar, vários críticos demoraram algum tempo para acreditar que ele fosse, realmente, um artista.wapedia.mobi/pt/Tiziano
Tiziano, ao longo da sua vida artística, mudou drasticamente o modo como representava, pois este no princípio utilizava pinceladas cuidadas e finas e mais tarde passou a representar pinceladas grossas e desorganizadas.
Em 1566, ao visitar Tiziano, Giorgio Vassari observou que as suas primeiras obras tinham sido executadas com muito cuidado, mas os seus últimos quadros eram elaborados com largas e ousadas pinceladas e manchas, de modo que de perto ano se conseguia ver nada, mas pelo contrário, de longe parecia tudo perfeito. Esta foi a melhor forma, que Tiziano encontrou para transmitir a atmosfera que desejava criar. Vários admiradores não compreenderam a mudança, que interpretavam com sinal de decadência. Apesar desta situação, Vassari, pintor experiente, entendeu que esta nova técnica, embora desse à obra uma aparência de espontaneidade, e estava longe de indicar declínio, mostrava, sim, o desenvolvimento de um estilo mais livre.
Palma, um dos discípulos de Tiziano, deixou uma vivida descrição dos métodos de trabalho do mestre. Palma relata, que Tiziano, cobria, primeiro, as telas com amplas massas de cor, que constituíam a base da composição, indicando os meios-tons com terra rossa, provavelmente vermelho veneziano, ou com branco, ainda com o mesmo pincel trabalhava as partes mais claras e com quatro pinceladas criava uma figura extraordinária. Quando Tiziano concluía o “esboço”, colocava o quadro na parede e deixava-o lá durante alguns meses, até que retomava e examinava com olhar crítico, como se fosse o seu inimigo. Finalmente punha-se a fazer tantas alterações, quantas julgasse necessárias.
Quando, dava-se por satisfeito, passava os últimos retoques, por vezes modulando com o dedo os pontos mais luminosos até transformá-los em meios-tons, ou harmonizá-los com as cores em redor reavivando a composição com um pouco de vermelho semelhante a uma gota de sangue, ou com uma mancha escura, igualmente aplicada com o dedo. Segundo Palma, Ticiano pintava mais com o dedo do que com o pincel, levando dessa forma a obra a um estado de perfeição, e enquanto esta secava, passava para outra. Ainda, segundo Palma, Tiziano costumava dizer, que “quem improvisa jamais consegue produzir uma perfeita linha de poesia”.
Para Vassari, a maneira correcta de pintar começava com a execução de esboços sobre papel, trabalhando-se cuidadosamente cada detalhe da composição, transferia-se, de seguida, o desenho para a madeira ou para a tela e começava-se a pintar. Este era o método adoptado pelos expoentes da Escola Florentina, tais como, Leonardo, Rafael e, sobretudo, Michael Ângelo, e que Tiziano, como os venezianos em geral, parecia ignorar este método. 
 Em 1545, Tiziano estava em Roma e um dia recebeu a visita de Michael Ângelo, conversaram e este elogiou a tela Dânae, em que o colega trabalhava (muito semelhante ao original). 
 Michael Ângelo, gostou do colorido e do estilo de Tiziano, mas achava uma pena os venezianos não aprenderem a desenhar bem desde o começo, e não seguirem melhor método em seus estudos.
 Na verdade, os venezianos estavam pouco interessados no desenho.
Seguindo o exemplo de Giorgione, primeiro grande pintor da Escola Veneziana, os venezianos tentavam explorar ao máximo a cor e a luz, e com esse objectivo usavam tonalidades intensas, jogavam com tons quentes e frios, procuravam captar os mais variados efeitos luminosos nas diferentes horas do dia. Ao conceber a composição, deixavam de lado as normas tradicionais, esforçando-se acima de tudo, para criar uma atmosfera, que transmitisse um estado de espírito.
Principal representante da Escola, Ticiano não só concretizou esses ideais com perfeição de génio, como ainda enriqueceu-os com vigorosa contribuição pessoal. Suas paisagens de fundo, ricas em contraste de tons, conservam o espírito poético de Giorgione, porém suas figuras são mais exuberantes e vitais que as personagens de seu precursor. A composição é mais ousada, a pincelada larga e as manchas decididas ultrapassam a fluida pincelada de Giorgione, ajudando-o a criar atmosferas de maior intensidade, seja no drama violento de um quadro como Tarquínio e Lucrecia, seja na incontida alegria de A Bacanal, seja na mística apoteose de A Ascensão de Nossa Senhora.
 
 
           

 

 

 Obras Importantes :

 

 

O Homem Da Luva

 

 

O homem da luva, parece emerge da escuridão do fundo. Ele usa um doubletescuro e uma camisa branca com um colar. O doublet meio aberto revela um fio de ouro com um medalhão de safira e pérola. Numa mão ele tem uma luva calçada e com a mesma tem a outra, a sua postura parece ser natural, sensível, melancólica e graciosa. A elegância dele aparece associada aos olhos ligeiramente virados para a direita e também da maneira como o seu cabelo está alinhado, sustentasse que pertencia á aristocracia, e que teria ente 18 ou 20 anos. Tiziano, considerado um dos melhores pintores de retratos da Itália Renascentista, desenvolvia na maioria das vezes retratos ligados ao psicológico dos seus modelos. Tiziano pintou numerosos retratos de aristocratas e príncipes e ganhou o nome de “pintor dos príncipes”.
 
Promenores:
                                                    
 
 
 
A Mulher Com O Espelho                                                   

 

         Esta obra retrata a beleza e a granciosidade da mulher veneziana. Os olhos azuis, o cabelo louro, e o facto de ser gorda, representa o ideal de beleza da mulher veneziana.

         Nesta pode-se observar que a mulher retratada agarra ocabelo com uma das mãos e com a outra um frasco de perfume. É retrtada com um vestido verde e com uma blusa branca que se encontra descaida, revelando o seu ombro esquerdo. Esta transmite harmonia, pelas  formas que se consegue observar, como, a sua face oval e pele branca.

         O homem que se encontra atras dela parece estar a agarrar dois espelhos, um deles é onde fixa-se o olhar dela.Num dos espelhos pode-se verificar o reflexo do outro espelho. Tiziano, tal como em outras obras anteriores dele, também nesta verifica-se um contraste entre tons frios e quentes, luz e sombra. As cores pelas quais Tiziano opta são, o verde, o vermelho, o branco, o preto, o azul, o castanho.

         Esta obra foi inspirada em alguns artistas, tais como, Palma, Bordoni e Salvodo.

 

 

 

 

 

  O Túmulo De Cristo

 

 

         Nesta obra Tiziano é influênciado pelo o seu mestre Giorgione.

         A expressão retratada por Tiziano é muito rigorosa. Tiziano obta por utilizar apenas tons quentes e algum brilho.

         Tiziano não hesitou em limitar o espaço da cena.

         Esta obra retrata o sofrimento e a morte.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Concerto Pastoral 

 

 

        Esta obra é atribuída a Giorgione (então não está a aqui a fazer nada).

        Existe um mistério à volta de elementos alegóricos, como a flauta e a água da fonte, que estão representados através das duas mulheres nuas, que são fruto da imaginação  dos dois homens também presentes na obra. Um deles tem vestes vermelhas e estão a planear um combate. Do outro lado, estão as mulheres uma delas está a tirar água da fonte e a outra está de costas para os observadores, a tocar flauta. Tiziano, conseguiu reflectir um certo estado de espírito, através da mulher que está a tocar flauta, dá a sensação que eles não comunicam por palavras, mas por musica, que é o tema desta obra.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Outas Obras:

                                                   

 

 Bacanal                                                                                                                     Assunção Da Virgem                          Virgem Maria Com Os Santos E Menbros Da Familia Pesaro

 

 

 

 

                                           

 

Cristo Coroado De Espinhos                           Maria Madalena                                                                               Dânea

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Tarquinio e Lucrecia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Bibliografia:

 

 

 

  

     

  • História Da Arte ( H.W.JANSON ) Fundação Calouste Gulbenkian.

 

 

 

 

slide errorPlugin error: That plugin is not available.

 

 

 

 

 

 

 

Comments (3)

Anonymous said

at 3:42 pm on May 22, 2008

Nada para comentar.

Anonymous said

at 7:32 pm on May 27, 2008

Nada para comentar.

Anonymous said

at 11:44 pm on Jun 4, 2008

O texto segue muitas vezes o original. Os quadros não têm indicação das medidas nem do local onde se encontram. Existem imagens que não têm qualidade. Porque motivos se colocam quadros, então têm de os descrever. Falta a Assunção da Virgem, que é uma obra de referência de Ticiano

You don't have permission to comment on this page.