| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

View
 

Leonardo

Page history last edited by PBworks 13 years, 3 months ago
Leonardo da Vinci
 
Biografia
 
 Em 1452 nascia um dos maiores génios de sempre na história da humanidade.
Leonardo da Vinci é considerado por muitos o maior génio da história, devido à sua multiplicidade de talentos para as ciências e artes, da sua engenhosidade e criatividade, além das suas obras polémicas (http://opiniaoenoticia.com.br/interna.php?id=9146). Existem estudos que apontam para que o seu QI fosse estimado em cerca de 180, mas também existem fontes que indicam um QI de 220.
 Nascido em Vinci, na Toscana, Leonardo era filho ilegítimo de Piero da Vinci, um jovem notário, e de Caterina, que seria provavelmente uma camponesa. O próprio Leonardo da Vinci assinava os seus quadros simplesmente como Leonardo ou Io Leonardo, não usando o nome do pai, provavelmente devido ao estado ilegítimo.
 Na adolescência, Leonardo foi fortemente influenciado por duas grandes personalidades da época, Lorenzo de Médici e o grande artista Andrea del Verrocchio. Leonardo viveu em pleno Renascimento, nos séculos XV e XVI, e expressa melhor do que qualquer outro o espírito daquela época. (IDEIA SEM SENTIDO) Ao contrário do Homem medieval, que via em Deus a razão de todas as coisas, os renascentistas acreditavam no poder humano de julgar, criar e construir. Por isso o Renascimento é também conhecido como a época do humanismo e caracteriza-se por enormes progressos nas artes, nas leis e nas ciências.
Lorenzo de Médici, um grande humanista e comunicador, inspirou Leonardo na parte da comunicação, fazendo com que Leonardo fizesse os seus quadros mais “parlanti” , com maior animação gestual, o que o levou a tornar-se mestre nesta arte. Em toda a sua obra pode notar-se a iconografia das figuras ou personagens dos seus quadros.
Prestando atenção pode perceber-se em várias imagens um efeito característico da pintura de Leonardo: a delicada passagem de luz para sombra, quando um tom claro mergulha num outro mais escuro. Esse efeito recebeu o nome de “sfumato”(esfumado).
 Em 1466, com catorze anos, Leonardo mudou-se para Florença, e iniciou a sua aprendizagem no atelier de Verrocchio. O grande artista da época, ensinou a Leonardo todas as bases que mais tarde o levariam a tornar-se num grande pintor.
 Em 1472, com vinte anos, já era membro do grémio de pintores de Florença, e a sua carreira começou a ficar independente do mestre Verrochio. As pessoas da corte começavam a fazer as encomendas directamente a Leonardo.
 Começou a trabalhar para Ludovico Sforza, duque de Milão, em 1482,e manteve o seu próprio seminário com aprendizes.
 Em 1498, Milão caiu para o francês Luís XII. Da Vinci ficou em Milão durante algum tempo, partindo depois para Veneza e mudando-se novamente para Florença no final de Abril de 1500.
 Em 1502, após uma viagem pelo norte da Itália a serviço de César Bórgia, como arquitecto militar e engenheiro, voltou a Florença, onde recebeu a encomenda de um retrato: A Mona Lisa.
 Após mais uma passagem por Milão, Leonardo morou em Roma de 1513 a 1516, onde os pintores Rafael e Miguel Ângelo eram muito requisitados. Porém, Leonardo não teve muito contacto com estes artistas.
 Em 1516, ficou ao serviço de Francisco I como primeiro pintor, engenheiro e arquitecto do rei. Foi-lhe dado o uso do castelo Clos Lucé, próximo ao castelo de Amboise, residência do rei, juntamente com uma pensão generosa. Leonardo e o rei ficaram bons amigos.
 Morreu em Cloux, França, e de acordo com o seu desejo, sessenta mendigos seguiram o seu caixão. Leonardo foi enterrado na capela de S. Hubert no castelo de Amboise. 
 
O génio
 
 Leonardo sempre foi tido como um ser misterioso, devido aos muitos talentos que possuía.
 Leonardo sabia que se os seus manuscritos fossem descobertos pela igreja, existiam grandes possibilidades de ser considerado herege, devido aos conteúdos científicos considerados como feitiçaria pela igreja. Daí a ideia de escrever da direita para a esquerda, de modo que, somente diante de um espelho, os seus manuscritos fossem decifrados.
 Outro método de transmitir mensagens para gerações futuras, que Leonardo acreditava que estariam mais desenvolvidas, foi a pintura. Através desta arte com ajuda do simbolismo, deixava mensagens muito comprometedoras, de tal modo que, mudaria talvez a convicção de pensar do Homem.
 O impossível de se imaginar é: como é que um homem que viveu à cerca de quinhentos anos atrás, fosse desenvolver teorias e técnicas em tantas áreas, desde a pintura ás ciências. Provavelmente o seu perfeccionismo em cada pintura, é um dos motivos por que existem tão poucas obras de Leonardo.
 Outro motivo possível é que alguns dos seus quadros se perderam com o tempo (sendo roubados ou até mesmo destruídos), devido à sua maneira polémica de retratar, desde cenas religiosas e até mesmo retratos.
 As suas obras mais conhecidas são: o fresco A Última Ceia, pintado directamente no refeitório da igreja Santa Maria Delle Grazie, em Milão, o retrato de uma modelo desconhecida, A Mona Lisa, que Leonardo terá demorado três anos para terminar, e a Anunciação da Virgem.
 
 
 
 
 
 
 Paulo Araújo

 

 

 

 

 

 

 

slide errorPlugin error: That plugin is not available.

Comments (3)

Anonymous said

at 3:26 pm on May 22, 2008

Nada para comentar.

Anonymous said

at 7:29 pm on May 27, 2008

Nada para comentar.

Anonymous said

at 8:27 pm on Jun 3, 2008

Um grande génio, mas não existem obras para confirmar a sua arte.... Não existe bibliografia, aliás ela existe mas está muito dispersa nos sites brasileiros da Internet. Existem referências que se repetem em cerca de dez sites, esta vais acabar por ser mais um...

You don't have permission to comment on this page.