| 
View
 

Humanismo

Page history last edited by PBworks 7 years ago

 O Humanismo e Classicismo

 
  
O Renascimento refere-se a um conjunto de mudanças profundas produzidas na cultura e na sociedade Europeias, nos séculos XV e XVI. Este movimento veio contrastar com o período Gótico, fazendo a transição da Idade Média para a Idade Moderna, da cultura teocrática medieval para uma ordem intelectual profana. Ouve um novo interesse, da parte dos sábios do Renascimento, pelos textos da antiguidade clássica (em Latim e Grego) em detrimento da escolástica medieval. Autores clássicos como Cícero ou Séneca voltaram a ser lidos com um interesse acrescido.
 
 
Desenvolvimento
Os primeiros a serem chamados Humanistas foram os estudiosos que encontravam textos em Latim e em Grego, sendo um humanista um simples professor de Latim; os studia humanitatis, que estudavam filologia, gramática, retórica, línguas, literaturas.
 
 
Dante (1265-1321)
 
 
 
Nascimento do Humanismo
 
O humanismo nasceu em Florença, nas últimas décadas do séc. XIV. Petrarca (1304-1374) foi o primeiro a colocar o homem como sendo o centro de toda acção e como agente principal no processo de mudanças sociais. Baseou se em Cícero para o estudo dos modelos clássicos, e em Virgil para os modelos do latim. Este novo interesse fez com que se explorassem as escolas monásticas em busca de documentos perdidos. Uma das mais importantes descobertas foi feita por Poggio Bracciolini, que pensa se descoberto as obras completas de quinze diferentes autores, entre eles os trabalhos artísticos e arquitectónicos de Vitrúvio, o tratado De Architectura, descoberto na biblioteca do mosteiro beneditino de Saint-Gall. Foi pela descoberta deste documento que se deram as bases da arquitectura humanista (?), pois não só era a única referencia ao modo de construção da Antiguidade como dava ainda informação essencial para a formulação do Classicismo na arquitectura.
 
 
 
 
 
 
Características do Humanismo
Antes do pensamento humanista, o centro do pensamento era Deus, um pensamento teologista. A partir deste movimento, passa a haver um antropocentrismo. Para o homem Renascentista, o ser humano continua a ser uma obra de Deus mas tem livre-arbítrio e é dono das suas decisões, podendo decidir o seu destino. A obra humana passa a ser valorizada não como uma obra de Deus mas como sua própria criação. Submeteu o sensorial ao racional, resultando numa necessidade de retratar o mundo tal como era, percepcionando pelos olhos e não numa visão idealizada.
 
 
Humanismo Social
O humanismo também afectou a sociedade nas ideias políticas, nascendo a república no início do século XV. A ideologia baseava se na crença que cada indivíduo, cada cidadão tinha a capacidade de participar nas acções politicas, dando ênfase á autonomia humana.
 
 MIGUEL ANGELO, David 1501-4
 
 
 
Nascimento do Classicismo
O movimento nasceu em Itália, Florença, quando se deu a queda do Império Bizantino e se começaram a estabelecer relações comerciais com os países Islâmicos. Esta nova maneira de pensar, baseada no período clássico (???), mete o Homem no centro da acção artística, em contraste com a arte até ali produzida que seguia apenas e fielmente a Igreja Cristã e as imagens religiosas, cujos temas eram bíblicos ou de evocação divina. A peça central do Humanismo era a ideia que o Mudo Antigo, mais propriamente a Antiga Grécia e Roma, foi o pináculo do alcance humano, especialmente no campo da intelectualidade, e deveria ser levado como modelo para a Europa do tempo do Renascimento. Aqui entra o Classicismo. Com a queda da Grécia e de Roma, a Europa entrou numa fase negra, em que o pensamento estagnou, e toda a herança do mundo antigo desapareceu. Praticamente todos os documentos destas civilizações foram perdidos ou destruídos ( e a acção dos mosteiros?). A procura destes documentos para o esclarecimento e seguimento das antigas civilizações fazem parte deste movimento Classicista, que pegou nos documentos antigos e os traduziu do grego para o Latim, a língua dos letrados.
Foram introduzidos alguns elementos com a chegada do Classicismo, entre eles o humanismo, o empirismo na arte, o realismo, formalidade e paganismo deixando de haver apenas representações religiosas, e a justaposição entre o antigo e o moderno. Neste período foram revividos vários tipos de artes perdidas, como o teatro e música. A ópera é a tentativa Europeia de recrear a arte de dançar e cantar com o teatro, á maneira Grega. O teatro sofreu a influência da arte Grega, sendo introduzida a tragédia e a comédia. Exemplos do apelo ao Classicismo são Dante, Petrarca e Shakespeare.
 
 
  
 
 
 
Florença
 
 
 
Arquitectura classicista
Este tipo de arquitectura foi baseado nas escrituras de Leon Battista Alberti e no trabalho de Filippo Brunelleschi. Exaltava-se o uso da simetria, da geometria e da proporção. A arrumação ordeira das colunas, pilares e caixilhos, de arcos semi-circulares, copulas hemisféricas e nichos. O estilo depressa se espalhou por outras cidades Italianas e posteriormente para a França, Alemanha, Inglaterra, Rússia e os restantes locais.(quais?)
 
 
 JAN VAN EYCK, Retrato de Casamento (nascimento da pintura a óleo)
 
 
 
 
 
Inovações trazidas com o humanismo e classicismo
Com estes movimentos assiste se ao renascimento das maneiras Gregas e Romanas nas mais variadas áreas. As ordens arquitectónicas foram de novo seguidas. O Triângulo Dourado foi de novo visto como a chave da proporção dos edifícios. Renasceu também o interesse pelas artes plásticas como a utilização de bronze para escultura, e utiliza se grande naturalismo nas bases do desenho, pintura e escultura.
Na pintura assiste se ao renascimento do interesse pelos temas, motivos e formas clássicas. Nasce a pintura a óleo, atribuída aos Irmãos Van Eyck, c. 1410, na Flandres, uma técnica que atribuía grande realismo e verosimilhança das cores e ao claro/escuro. Deste modo as obras tinham um maior realismo. Introduziu se também a perspectiva linear, método aplicado por Brunelleschi, c. 1420, num método que possibilitava a representação do espaço e das figuras nele inseridas de modo rigoroso e racional. O século XV Leon Battista Alberti teorizou muitas das ideias da pintura Grega , resumo esse que veio a dar origem á Escola de Atenas de Rafael ??????????
 
A crise do Renascimento Humanista deu se após o julgamento de Galileu, que se centrou na questão da autoridade do poder das crenças da pessoa segundo a observação ou pela religião. Este julgamento criou as contradições entre os humanistas e os religiosos tradicionais, sendo os humanistas classificados como ‘’uma doutrina perigosa’’
 
 
 
 
 
Gil Vicente (1465 — 1536)
 
 
Manifestações culturais em Portugal
O teatro foi a manifestação literária onde se evidenciaram mais fortemente as características desse período. Gil Vicente foi o nome que mais se destacou, escrevendo mais de 40 peças.

 

A sua obra pode ser dividida em 2 blocos. Os autos, peças teatrais cujo assunto principal é a religião, como o  “Auto da alma” e “Trilogia das barcas”. E farsas, peças cómicas curtas, com um enredo baseado no quotidiano. “Farsa de Inês Pereira”, “Farsa do velho da horta”, “Quem tem farelos?” são alguns exemplos.

Na literatura poética também existiram manifestações. Em 1516 foi publicada a obra “Cancioneiro Geral”, uma colectânea de poemas de época. O cancioneiro geral resume 2865 autores que tratam de diversos assuntos em poemas amorosos, satíricos, religiosos entre outros.
Na prosa vemos a existência de crónicas, que registavam a vida dos personagens e acontecimentos históricos. Fernão Lopes foi o mais importante cronista da época, tendo sido considerado o “Pai da História de Portugal”. Foi também o primeiro cronista que atribuiu ao povo um papel importante nas mudanças da história, sendo essa importância anteriormente atribuída somente à nobreza.
 
 
 
 
 
 
 
Conclusão
O Humanismo e o classicismo mudaram por completo todo o pensamento humano, e nao foi só uma nova maneira de fazer arte. Foi uma maneira de ver o mundo, que trouze um pouco de ''luz'' aos homens, e que os fez sair das sombras da Idade Média. O pensamento humano volta a ser desenvolvido, volta a existir valor Humano e não apenas o valor que se atribuía por completo a Deus. A partir desta época há uma evolução praticamente em todos os aspectos do Homem, desde a maneira de ver o Mundo, de representar o mundo, de estudar o mundo. 

 

 

Bibliografia

Humanismo.historico.googlepages.com
En.wikipedia.org/wiki/Renaissance_humanism
Wundram, Manfred, “Renascimento”, Taschen
Nunes, Paulo Simões, “História da Cultura e das Artes”, Lisboa, editora
Janson, H.W., “História da Arte”, Fundação Calouste Goulbenkian

 

 

Nota: para aceder á descrição das images, deixe o rato ficar em cima da imagem pretendida durante uns segundos.

 

 

Trabalho por:

Inês Jorge, nº 8

João Caldas, nº28

 

 

 

 

slide errorPlugin error: That plugin is not available.

 

 

Comments (3)

Anonymous said

at 3:16 pm on May 22, 2008

Nada para comentar.

Anonymous said

at 7:26 pm on May 27, 2008

Nada para comentar.

Anonymous said

at 8:06 pm on Jun 3, 2008

O trabalho apresenta alguns erros de Língua Portuguesa.
A estrutura está correcta, mas não seguiram as regras para a composição do texto.
Existem alguns aspectos que deveriam ter sido refeitos após a apresentação oral (caso do Virgil (ai o tradutor do google)). As imagens não têm legendas, o que pode motivar alguma confusão por parte de quem não conhece as obras e existemn algumas incorrectos ou falta de texto.

You don't have permission to comment on this page.