| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

View
 

Coluna de Trajano

Page history last edited by Raquel 13 years, 7 months ago

 Coluna de Trajano

 

 

 

 

A coluna de Trajano (114 d.C.), projectada por Apolodoro de Damasco, a coluna é um dos monumentos mais importantes da arte Romana no auge do poder do Império. Situada numa pequena praça do seu imenso Fórum, foi um monumento inovador com funções funerárias e comemorativas, foi usada como propaganda, glorificando a capacidade militar do Imperador. Em termos urbanísticos, funcionava como a grande referência do amplo espaço do fórum, mas rodeada de outras construções no Fórum de Trajano, a coluna era quase invisível.

 A Coluna  ergue-se sobre um embasamento (onde se encontram depositadas as cinzas do Imperador), ao qual se segue um pelinto decorado com louros, depois um fuste e  o capitel numa altura total de 38 metros. Construida com 20 blocos de mármore, cada um pesando 40 toneladas e um diâmetro de cerca de 4 metros. No seu interior existe uma escada, em espiral, com 185 degraus, que permite o acesso á plataforma no topo. Na época, existia uma a estátua de uma águia, mas posteriormente foi modificada por Trajano onde viria a ser colocada uma estátua alusiva a ele mesmo, mas em 1588 foi colocda uma estátua de São Pedro, por ordem do Papa Sisto V.

Este relevo histórico comemorativo das campanhas vitoriosas de Trajano na Dácia (101-102 e105-107), é um monumeto de clara propaganda política do Imperador, que ao longo da coluna aparece representado mais de 60 vezes. Ao longo do friso de 200 metros estao representados vários episódios, como batalhas , assaltos, pilhagens e acampamentos militares, entre outros, integrando cerca de 2500 figuras com expressões e atitudes individualizadas, representadas com um enorme realismo. As figuras têm um tratamento anatómico correcto, apenas o Imperador  surge numa escala ligeiramente superior, numa hierarquização que contribui para a exaltação da sua glória e imortalização. Este exaustivo detalhe narrativo, enquadra-se na tradição das representações triunfais em lugares públicos (como os Arcos de Triunfo).

 

Na base da coluna pode ler-se a seguinte inscrição:

 

SENATVS·POPVLVSQVE·ROMANVS

IMP·CAESARI·DIVI·NERVAE·F·NERVAE

TRAIANO·AVG·GERM·DACICO·PONTIF

MAXIMO·TRIB·POT·XVII·IMP·VI·COS·VI·P·P

AD·DECLARANDVM·QVANTAE·ALTITVDINIS

MONS·ET·LOCVS·TANT<IS·OPER>IBVS·SIT·EGESTVS.

 

 

Que traduzindo é:

 

O Senado e o Povo Romano (subentende-se dão ou dedicam esta coluna) ao imperador César, filho de Nerva, Pontifex maximus no seu 17º ano no tribuno, tendo sido aclamado seis vezes Imperador, seis vezes Cônsul, Pater Patriae, para demonstrar a grande altura a que o monte se encontrava e foi removido para tais grandes trabalhos.

 

Comments (1)

Anonymous said

at 11:52 pm on Feb 24, 2008

Falta a bibliografia

You don't have permission to comment on this page.